Em coletiva de imprensa na Casa Branca na noite desta quinta-feira (30), o presidente americano Donald Trump voltou a comentar a situação da epidemia de covid-19 no Brasil — que contabiliza hoje 5.901 óbitos e 85.380 casos, e nas últimas 24 horas teve recorde de novos diagnósticos, 7,2 mil.

"Eu odeio dizer, mas o Brasil está muito alto, o gráfico está muito, muito alto. Lá em cima, quase vertical", afirmou o americano, que seguiu: "O presidente do Brasil é realmente um bom amigo meu, um ótimo homem, mas eles estão vivendo um momento muito difícil".

Trump mencionou a situação brasileira enquanto comentava o caso da Suécia, que segundo ele também tem tido números negativos na pandemia de coronavírus.

De acordo com Trump, o problema foi a decisão do país europeu de não imporlockdown, o isolamento social amplo. Em um post ainda nesta quinta em sua conta na rede social Twitter, Trump afirmou que os suecos "estão pagando um preço alto" por terem evitado a quarentena, com mais vítimas fatais do que seus vizinhos, Noruega, Dinamarca e Finlândia.

"Os Estados Unidos tomaram a decisão correta", postou Trump.

FONTE: Mariana Sanches - @mariana_sanches

Deixe seu Comentário