As pessoas com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) – o autismo – passam a ter uma credencial para usar vagas de estacionamento para pessoas com necessidades especiais no Distrito Federal. O programa, vinculado ao Detran, foi lançado nesta quinta-feira (6) no Palácio do Buriti.

A credencial traz o símbolo universal do autismo, que é um laço com estampa de quebra-cabeças. Ela vale por 10 anos e, para fazer o documento, não será preciso agendar perícia médica no Detran (veja abaixo como fazer a credencial).

A solenidade contou com a presença da primeira-dama Michelle Bolsonaro e da primeira-dama do Distrito Federal Mayara Rocha. Mayara lembrou que desde 2011 uma lei já permitia que condutores de pessoas com autismo usassem vagas especiais, no entanto, a lei não era cumprida.

Já Michelle Bolsonaro apontou que para acabar com o preconceito e promover a inclusão é preciso levar informação às pessoas "O conhecimento afasta o preconceito e a discriminação e para ter uma sociedade justa e inclusiva precisamos combater verdadeiramente o preconceito", afirmou.


FONTE  https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia